Puro ou como base de outras receitas, assim como no preparo do café espresso, algumas peculiaredades devem ser observadas durante a preparação do café de coador para que a extração seja excepcional. O barista pode destruir o melhor café do mundo se não observar alguns fatores chaves durante o preparo.

Os ingredientes são:

  • 4 colheres de sopa (80 gramas) de café
  • 1 litro de água

Abaixo temos algumas dicas gerais sobre temperatura da água, torra e moagem do café. No Brasil, tradicionalmente se prefere torra e moagem médias para a preparação do café coado. Esta extração em coador, com filtro de papel ou pano, deve levar de 3 a 5 minutos. Não se deve pressionar o pó no coador e nem é necessário mexer o pó durante a filtragem. A água deve ser adicionado ao redor do filtro e depois no centro, ou com movimentos alternados. Assim, todo o pó é colocado em contato com a água de forma mais homogênea.

Idealmente, a temperatura da água deve estar entre 90 e 96 graus celsius. Se você não tiver um termômetro, esquente a água até perceber que a água está iniciando fervura. Nunca deixe a água ferver, isso causa perda de oxigênio e, consequentemente, a bebida terá menos aroma. Uma acidez desagradável poderá ser percebida se a temperatura da água for baixa, por outro lado, um retrogosto queimado estará presente se a temperatura for muito alta. O cloro e outros resíduos que podem estar presentes na água da torneira também podem afetar o sabor final da bebida, por isso, dê preferência a água mineral ou filtrada.

A torra influencia muito no aroma e sabor do café. O aroma atinge seu ápice entre a torra média e média escura. Em relação ao sabor, quanto mais escura a torra menos ácido e mais amargo será o café. Uma torra muito escura é capaz de esconder defeitos, mascarando atributos negativos da bebida.

Quanto menos tempo entre a moagem do café e o preparo da bebida, melhor. A moagem acelera a oxidação, uma vez que aumenta a superfície do café em contato com o ar. Uma moagem mais fina fará com que a água demore mais para passar pelo pó, resultando em uma bebida mais amarga. Numa moagem muito grossa, a água irá passar muito rápido e a extração não será satisfatória. Portanto, há uma relação inversa entre o grau da moagem e o tempo em que o pó deve ficar em contato com a água.